maio 04, 2008

J. Jorge Marques_




Superficial#2.1
marcador permanente sobre papel, 30x24 cm, 2008



Este projecto está centrado em sete desenhos (4+3) e na repetição do processo de os desenhar. Na realidade são sete desenhos feitos do mesmo modo, com o mesmo número de camadas, o mesmo número de linhas, da mesma dimensão e terão levado aproximadamente o mesmo tempo a fazer. Deveriam ser exactamente iguais. Menos um.

Percebo nestes desenhos a importância do processo e o modo automático e quase hipnótico como se desenvolve a imagem. A imagem não é complexa, pode resultar complexa, e o compromisso inicial com o desenho tem muito que ver com o modo como o corpo interpreta os movimentos regulares e sistemáticos do processo e obedece á disciplina do próprio desenho. Os desenhos deveriam ser exactamente iguais.

Ao mesmo tempo o processo desenvolve uma espécie de falência dele mesmo, à medida em que os marcadores vão perdendo as propriedades de marcar.
O desenho faz-se desenhando, transformando o conteúdo do processo no conteúdo do próprio desenho.

2008,JSM